MEDITAÇÃO

MEDITAÇÃO

Data: 2 de maio de 2020

Meditar

“Meditar num momento de silêncio, sobre como estamos nos comportando e vivenciando o tempo que nos foi dado, é evoluir gradualmente. Como vencemos a batalha do egoísmo e da fragilidade do caráter que vem se deteriorando em grande escala, como a mídia repercute, e se concretizando na humanidade?
Salvemos pelo menos os jovens dessa degradação de diversões, de famílias e de costumes semidegenerados. Meditemos nas madrugadas ou no cair das tardes, à noite ou agora mesmo.
Meditemos no convívio de idéias claras e nas certezas que ainda não tivemos, mas que estão prestes a surgir no aquietamento da mente. É preciso dissolver a experiência de mil horas violentas que nos abalaram, para ouvir palavras mansas de iniciação interna.
Vamos recuperar sonhos coletivos que começaram num passado, talvez distante, e que ainda devem se refazer. Ah! O tempo feliz das auroras repletas de fáceis sonhos.!
Meditemos também nos instantes, por vezes inquietos, que beiram abismos e nos fizeram crescer para vencer e ajudar coletivamente. Cada átomo nosso é um ponto que se liga aos átomos do universo. Há um despertar lento, porém constante, em muitas consciências voltadas para a nutrição, à ecologia e o espírito.
Há uma quietude ou meditação nova de renúncia ao tédio primitivo ou à modernidade descontrolada, e ao medo derramado nas ruas, cidades e vilas.
É tempo de retorno à vida decifrada e reconstruída, antes que chegue o último entardecer, sem que a renovação se tenha manifestado e o coração aberto em luz e paz.” (Célia Laborne Tavares)

Silencie seu corpo, sua mente e seu coração.
Abraços de coração para coração
Angela Campelo

Categorias: